terça-feira, 26 de maio de 2015

Vou casar. E agora, por onde começar?

O mais difícil, você já conseguiu: O NOIVO! Pode checar esse item na (longa) lista de pontos a resolver para o grande dia. Agora é respirar fundo, arregaçar as mangas e tomar nota das dicas de quem entende muito do assunto: a cerimonialista Maythê Oliveira, que nós entrevistamos com exclusividade para lhe ajudar na jornada rumo ao altar.
Confira clicando em "mais informações", abaixo!



CR - Maio ainda é o mês mais cobiçado pelas noivas?
Não, hoje em dia temos casamentos em todos os meses do ano. Nos meses de janeiro, maio, julho, setembro, dezembro o fluxo de casamentos é bem maior.

CR - Qual o tempo ideal para começar a organizar o grande dia?

18 meses é o recomendado. Para ter tempo de pesquisar ideias e fornecedores, facilitar o parcelamento do pagamento dos serviços, conseguir bons espaços para a cerimônia e a festa...


CR - O que não pode faltar em um casamento?
Muito amor com certeza. Quando falo amor quero dizer amor não só do casal, mas amor em tudo que está sendo preparado. Costumo dizer para as noivas que elas casam um pouquinho com cada profissional envolvido, então cada contratação tem que ser muito pensada porque aquela empresa está fazendo parte de um momento único na vida daquele casal. Tem que ter responsabilidade e se encaixar no perfil de festa que eles pretendem fazer.


CR – Qual a importância de contratar um cerimonial para o casamento?
Costumo dizer que todos os profissionais envolvidos compõem uma orquestra e toda orquestra tem que ter um maestro. O maestro é o cerimonialista, que vai harmonizar estes componentes fazendo com que esse dia seja inesquecível, tranquilo e prazeroso para esse casal. O cerimonialista, junto com os noivos,  é quem define o perfil da festa sonhada, orientando-os nas contratações, no decorrer do processo e no dia, gerenciando todo o evento.


CR - Que dica você sempre dá para as noivinhas?
Faça o seu casamento da maneira que sonha, não se prenda a modismos, contrate profissionais que se encaixam no seu perfil e que tenham um bom histórico no mercado, que tenha estudado para desempenhar tal função. Infelizmente, em Fortaleza, por exemplo, encontramos muitos profissionais que não são capacitados para desempenhar tais funções e caem de paraquedas da noite para o dia, intitulando-se cerimonialista, decorador, cantor, proprietário de buffet e por aí vai.

CR – Hoje, em tempos de muito luxo e glamour nas festas de casamento, o que realmente é essencial?
O essencial é cercar-se de profissionais qualificados, porque, como costuma-se falar, o céu é o limite (de possibilidades e de custos). Às vezes, muitas coisas que o mercado inventa são over e a festa ao invés de ficar glamourosa chega a não ficar de bom tom. O importante é o receber bem, sempre em local agradável, ótima organização, comida e bebidas de qualidade, boa música, decoração projetada de acordo com o estilo dos noivos, traje perfeito dos noivos, resumindo: Tudo em harmonia com o sonho do casal.


CR - Você pode nos dizer o passo a passo para chegar sem estresse no grande dia?

Vamos lá! Escolha de: cerimonial, local da cerimônia e da recepção, do celebrante, do decorador, da banda e da cobertura de foto/vídeo. Estes são os primeiros profissionais que orientamos os noivos a contratarem para que possamos casar as datas deles.
Depois, entregamos um check-list com os demais itens para a noiva seguir, com um cronograma organizadinho pra ela não se antecipar demais nem atrasar nenhum dos detalhes a serem providenciados.




CR -  Você tem uma relação muito bonita com as noivas. Como é organizar e estar presente nesse momento tão especial?
Me sinto muito feliz e realizada profissionalmente, tenho uma boa carteira de clientes, muitas falam que sou a cerimonialista da família, muitas já organizei a festa de 15 anos, casamento e depois me procuram para realizar o primeiro aninho do bebê. Busco sempre transformar a festa por mais simples que seja em uma grande festa. Para nossa empresa não fazemos distinção se uma festa é para 50 pessoas (mini wedding) ou para 500. Me torno amiga, conselheira, confidente dos noivos porque a relação é tão intensa e prazerosa que no final tudo flui da melhor maneira possível.


Nenhum comentário:

Postar um comentário