sábado, 26 de março de 2016

Relacionamentos Saudáveis - Parte II: Empatia!

Por Fernanda Morais
Olá menina linda, tudo bem com você?
Lembra que na coluna passada eu falei que, para termos relacionamentos saudáveis é necessário observar a comunicação, pois é exatamente onde tudo tem início, e que o primeiro ponto ultra mega importante era AMAR-SE PRIMEIRO? Hoje, falaremos de EMPATIA.

Segundo o psicólogo americano,  especialista em Inteligência Emocional Daniel Goleman, Empatia é colocar-se no lugar do outro, sentir o que o outro sente, buscando sempre compreendê-lo e aceitá-lo.  Ao dizer “aceitar a pessoa como ela é”, não quero de forma alguma dizer que você tenha que concordar com suas atitudes, pensamentos ou comportamentos, mas buscar apenas compreender.
A empatia implica sentir a dor do outro ou o prazer do outro como ele o sente. Perceber suas causas como ele as percebe, mas é claro, sem perder a perspectiva de que se trata do outro e não de si mesmo. Ter empatia é sentir como se estivesse dentro do outro, buscando entender todo seu contexto e visão de mundo.
Ao se colocar no lugar do outro, você vê a situação sob nova ótica, e passa a ter diferentes percepções e idéias de como resolver determinada situação da melhor forma possível para todas as partes. Sim, para todas as partes, pois para se ter verdadeiramente um relacionamento saudável, seja em qual esfera  for, você não tem que estar sempre certa,  afinal de contas, VOCÊ QUER ESTAR SEMPRE CERTA OU QUER SER FELIZ?
Desenvolvemos empatia quando legitimamos os conceitos e sentimentos alheios mesmo que não concordemos com eles.  A empatia gera um bem estar enorme entre as pessoas, pois elas se sentem importantes, valorizadas , reconhecidas e acima de tudo respeitadas. Então, quando a outra parte envolvida no relacionamento sente-se dessa forma, com certeza reagirá diferente, de uma forma muito mais positiva. Lembre-se: Toda ação gera uma reação, e você é a pessoa responsável por qual  reação causará nas pessoas ao seu redor.  Eu e você não temos a capacidade nem o poder de mudar a ninguém, se não a nós mesmos, mas quando eu mudo, tudo ao meu redor muda. 

                                            

    Sabendo disso, pense, analize:
    • Você tem tido empatia em seus relacionamentos?
    • Em algum momento você pensa o que faria ou como agiria se estivesse no lugar daquela pessoa e pensasse e sentisse igual a ela?
    • Em quais relacionamentos você pode crescer e melhorar, sendo responsável por uma verdadeira mudança (conjugal, familiar, profissional, social...) ?

    Seja você a mudança que deseja para o mundo!
    "A empatia é um medidor eficaz da maturidade humana." (Mônica Christi)
    Fernanda Morais
    Master Coach de vida
    Mestre em Coaching pela FCU
    Palestrante internacional
    Formada pela Febracis – Federação Brasileira de Coaching Integral Sistêmico e
    certificada pela FCU – Florida Christian University. 
    facebook.com/fernandamorais / Instagram: fernandamoraiscoach / E-mail: fernanda@febracis.com.br - Whatsapp: 85 9 8143.0849


    Nenhum comentário:

    Postar um comentário